segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Desmatamento na Amazônia cai 43%

O desmatamento na Amazônia caiu 43,31% em setembro em relação ao mesmo período de 2010, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (31) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), ligado ao 

Foto: Arquivo pessoal


Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com o levantamento, em setembro de 2011 uma área de 253,8 km² de floresta foi suprimida, quase sete vezes o tamanho do Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro. Há um ano, o total derrubado era de 447,7 km².

“Temos muito o que fazer, ainda temos desmatamento, mas temos um bom desempenho no Brasil e temos que acelerar o combate ao crime ambiental e reduzir, eliminar por completo desmatamento na Amazônia”, disse em Brasília a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

Segundo o Inpe, Mato Grosso, que havia diminuído o ritmo de degradação do bioma em agosto, voltou a liderar o desmatamento com 110,8 km². Em seguida vem Rondônia, com 49,9 km², e Pará, com 46,9 km².

O sistema de detecção do desmatamento em tempo real (Deter), que analisa mensalmente o ritmo de degradação da região por meio de imagens de satélite, não conseguiu visualizar apenas 5% da Amazônia Legal devido à densidade de nuvens.

O Deter é um levantamento rápido e mapeia tanto áreas de corte raso quanto áreas em processo de desmatamento por degradação florestal.

De janeiro a setembro, o Deter verificou 1,8 mil km² de áreas desmatadas. De acordo com a ministra Izabella Teixeira, 87% dos polígonos desmatados no estado de Mato Grosso foram checados em campo, pelo fato de ter sido o protagonista no desmate às florestas da região amazônica.

Segundo ela, o mapeamento é confiável e está correspondendo às expectativas. “Apenas 12,7% dos desmates estavam autorizados, ou seja, o Deter está (...) acertando”, afirmou.

Como forma de demonstrar o empenho do governo no combate ao desmatamento, a ministra revelou ainda que “mesmo no período de chuva está mantida a fiscalização do Ibama na Amazônia, nada vai interromper o combate ao crime ambiental no país”.
 
Código Florestal
Izabella elogiou o relatório apresentado pelo relator das comissões de Ciência e Tecnologia e de Agricultura no Senado, Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC).

De acordo com a ministra, “é importante observar que nós tivemos avanços não só na questão dos manguezais como áreas de preservação permanente, isso foi um ganho, como também observar que você não tem anistia para novos desmatamentos”.

Ela ressaltou também a importância do Cadastro Ambiental Rural (CAR), “que vai levar ao caminho da regularização ambiental rural”. A ministra afirmou que ainda há muito o que discutir a respeito do novo código e que ainda segue falando com os senadores para a melhor aprovação do texto.

Fonte: INPE

domingo, 30 de outubro de 2011

Integração

Estrada Interoceânica viabiliza turismo e economia entre Acre e Peru


Foto: Arquivo pessoal


A estrada do Pacífico, ou Interoceânica, inaugurada há menos de três meses já é o principal corredor econômico, turístico e cultural entre Brasil e Peru. Uma grande rede de supermercados da capital já fechou o primeiro carregamento de cebola vinda de Lima. Em contrapartida, outros produtos tipicamente da região como frango, madeira e castanha também devem ganhar os mercados Andinos.
 
Do ponto de vista do turismo as opções também são inúmeras. Rio Branco está a pouco mais de 1200 km de Cuzco, a terceira cidade mais visitada da América Latina (ficando atrás somente de Rio de Janeiro e Buenos Aires) e recebe 1,2 milhão de turistas por ano. Esse intercâmbio pode ser viabilizado com a divulgação da rota turística Caminhos de Chico Mendes, que valoriza a história do líder seringueiro conhecido mundialmente por sua luta em defesa do meio ambiente.
 
Grandes oportunidades que podem garantir milhões em receitas e geração de emprego e renda para o Acre. Mas os empresários precisam investir o quanto antes. As condições políticas e de infraestrutura estão garantidas pelos governos, agora cabe aos empresários aproveitar as oportunidades que se apresentam.  

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Estádio Nacional de Brasília




Durante minha passagem por Brasília estive visitando o canteiro de obras do estádio Nacional, localizado no plano piloto. O estádio de futebol em construção na capital federal, próximo ao Congresso Nacional, substitui o antigo estádio Mané Garricha, que foi demolido.

O novo estádio, construído de acordo com todas as exigências da FIFA sediará a abertura e algumas partidas da Copa das Confederações de 2013, além de sete partidas da Copa do Mundo FIFA 2014. Sua capacidade de público está estimada em 71 mil lugares. Veja na maquete como ficará a arena avaliada em mais de R$ 700 milhões construída com dinheiro público.





quinta-feira, 27 de outubro de 2011

De volta à terrinha




Após passar 12 dias em Brasília e fazer muitos amigos chegou o momento da despedida e o retorno para o Acre. No início da madrugada desta quinta-feira (27), os meus amigos: Rogério (vascaíno), Júnior e sua esposa Kelliane foram me levar no Aeroporto do Distrito Federal. Após a despedida embarquei no voo da TAM, com quase 30 minutos de atraso.



A viagem foi tranqüila e em pouco mais de três horas eu e outros 50 passageiros estávamos desembarcando no já ultrapassado aeroporto Plácido de Castro (que se  estivesse vivo faria outra revolução, desta vez  para  a construção de um novo aeroporto), em Rio Branco, por volta de 1 hora da manhã, hora local.

Logo que desci do avião, lá estava minha querida e amada esposa, Katiussi Melo, ao lado  das minhas duas princesas: Ana Julian e Sarah Jullian aguardando no saguão para me recepcionar. Aí o restante da madrugada foi maravilhoso, mas eu me reservo o direito de não comentar (motivos óbvios, é claro!).


Queijo suíço: Maior parte das estradas do País tem problemas de infra-estrutura, diz pesquisa da CNT

Mais da metade das rodovias brasileiras pavimentadas apresentam problemas, segundo a 15ª pesquisa de rodovias divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). Foram avaliados 92.747 quilômetros de rodovias. Destes, 53.226 km, o que corresponde a 57,4% do total, apresentaram “algum tipo de deficiência”. De acordo com a pesquisa, 24.899 km “estão em situação crítica”. Isso corresponde a 26,9%.

Leia também: Estrada inaugurada há dois meses está cheia de buracos no Ceará

A pesquisa aponta que, em relação ao pavimento, 44.479 km (47,9%) têm problemas; e, em relação à sinalização, esse número sobe para 52.738 km, ou 56,9% do total analisado. Além disso, em 88,3% dos trechos analisados predominam pistas simples de mão dupla. Em condições favoráveis, avaliado como ótima ou boa condição pelo estudo, estão 39.521 km, o que corresponde a 42,6% da extensão pesquisada.


Foto: Divulgação - Estrada estadual inaugurada em março deste ano no Ceará já se encontra em situação precária 

“Se o governo não resolver os problemas das rodovias, o Brasil vai sofrer um colapso de transporte. A proposta de desenvolvimento para os próximos anos estará comprometida, caso não sejam feitos os investimentos necessários”, alerta o diretor executivo da CNT, Bruno Batista. A CNT avalia que serão necessários R$ 200 bilhões em investimentos apenas em rodovias, para deixá-las em boas condições. Em 2010 foram investidos apenas R$ 13 bilhões. Destes, R$ 9 bilhões tiveram como destino as rodovias federais.

A situação, avalia ele, piorou, na comparação com a pesquisa feita em 2010. “Em relação ao passado, se verifica um decréscimo em termos de qualidade. Nossa grande preocupação é que, no ano em que o governo mais investiu em rodovias, o cenário não mudou. Isso mostra que o governo não está investindo de forma correta. Existe um problema gerencial que precisa ser muito bem equacionado de forma rápida”, disse o pesquisador.

“E quem acaba pagando por isso é a indústria, que perde competitividade, e o consumidor que acaba pagando mais caro pelos produtos. Isso sem falar no maior número de mortes nas estradas”, acrescentou. O diretor executivo da CNT, Bruno Batista, avalia que, na comparação com a pesquisa anterior, feita em 2010, houve aumento também no número de pontos críticos, passando de 109 para 219 em 2011.

Na tentativa de quantificar o que se perde no país em função do mau estado das rodovias, a CNT fez uma simulação envolvendo a principal commoditie brasileira em um dos principais trechos rodoviários do país. O impacto econômico chega a 13% do valor do frete relativo ao escoamento de 40 toneladas de soja nos 2.586 km entre Lucas do Rio Verde (MT) e Paranaguá (PR).

“Nessa simulação, o custo adicional por carreta foi de R$ 1.540, ou R$ 38,5 por tonelada de carga. Os 13% do valor do frete nesse deslocamento se tornam prejuízo incorporado ao produto, e o custo operacional adicional equivale a 16,7% do valor total de deslocamento, devido ao pavimento na rota estudada”, disse Batista.

Para que a pesquisa fosse feita, a CNT utilizou 17 equipes espalhadas pelo país durante 39 dias de coleta em campo. As rodovias pesquisadas abrangem toda a malha rodoviária federal pavimentada, os principais trechos de rodovias estaduais pavimentadas e as rodovias concedidas.

Fonte: CNT

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

sábado, 22 de outubro de 2011

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros



Uma boa opção de turismo para quem visita a região Centro-Oeste do Brasil é O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. O parque está localizado no norte do Estado de Goiás. Criado em 1961 por Juscelino Kubitschek, tem uma área de 236.570 hectares e é administrado pelo IBAMA.



O parque guarda intacta centenas de espécies da fauna e da flora da região. Isso sem falar na grande quantidade de lagos e cachoeiras cristalinas que correm nas pedras. Uma paisagem de encher os olhos de qualquer aventureiro.


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Zoológico de Brasília




Jardim Zoológico de Brasília ocupa área de 139,75 hectares, ao lado do Santuário de Vida Silvestre do Riacho Fundo, com 440 hectares, e do parque das Aves, com 110 hectares, os quais são geridos pela Fundação Jardim Zoológico de Brasília - FJZB, com área total de 689,75 hectares.


A Fundação é vinculada à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - SEMARH do Governo do Distrito Federal - GDF.
Tem na topografia um leve declive, característica do bioma Cerrado, onde são distribuídos vários viveiros e três lagos artificiais com ilhas onde pode-se observar macacos, marrecos, garças, etc.
Em seu plantel encontram-se aproximadamente 1.300 animais entre aves, répteis e mamíferos, num total de 300 espécies, destacando-se aqueles da fauna representativa da América do Sul, alguns sob ameaça de extinção.
O Zoológico não é apenas lugar de visitação. A intenção é a preservação das espécies, reprodução, pesquisa e educação ambiental.
Contamos ainda com lanchonetes, teatro de arena, auditório e o museu de taxidermia.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Lago Paranoá

Um dos principais pontos turísticos e de lazer de Brasília.

domingo, 16 de outubro de 2011

Rio+20 deve priorizar uso de energias limpas

Os organizadores da Rio+20, encontro que deve acontecer em 2012 no Rio de Janeiro, pretendem estabelecer metas inéditas para estimular a produção de energia renovável e reduzir pela metade o consumo de outras fontes até 2030.

Será apresentada uma lista de propostas para o desenvolvimento sustentável que devem ser adotadas pelos países participantes - no mesmo modelo das Metas do Milênio.

"É hora de criar um plano de ação. Na Eco-92, debatemos os princípios. Agora, vamos agir", disse o coordenador executivo da conferência, Brice Lalonde.

Ex-ministro do Meio Ambiente da França, Lalonde prevê acordos de cooperação técnica e financeira entre governos e investidores para difundir equipamentos de produção de energia limpa. O objetivo é dobrar a parcela representada por fontes renováveis na matriz energética e acelerar o ritmo de redução do consumo de energia no planeta.

Para ele, o incentivo a fontes de energia limpa deve ser a principal alternativa aos polêmicos debates sobre metas de redução da emissão de gases-estufa. "É mais fácil incentivar um país a produzir energia a partir de fontes renováveis que convencê-lo a reduzir emissões", avaliou.

Usinas eólicas instaladas no Rio Grande do Sul (Foto: Divulgação/ABEEólica)
Usinas eólicas instaladas no Rio Grande do Sul. Encontro Rio+20 deve estabelecer metas inéditas para estimular o uso de energias renováveis (Foto: Divulgação/ABEEólica) Fonte: globonatureza   

Brasília: chuva de avivamento



Veja a foto que registrei ontem à noite aqui em Brasília (onde estou deste sábado à tarde descansando e revendo amigos). Segundo os moradores daqui, há muito tempo não chovia tanto na capital do Distrito Federal. Bênção de Deus!

sábado, 15 de outubro de 2011

Na estrada

Como parte da minha recuperação de um esgotamento físico, causado por excesso de trabalho e alto nível de estresse, fui orientado pela minha médica a viajar para fora do Estado, de preferência de ônibus, para relaxar. 



Seguindo a recomendação médica, embarquei na quinta-feira (13) para Brasília, de ônibus, e durante a viagem de dois dias e meio passei por três capitais: Porto Velho (RO), Cuiabá (MT) e Goiânia (GO) até chegar a Brasília (DF) na tarde deste sábado (15).




Durante a viagem consegui ler dois livros (Augusto Cury), dormir em média 12 horas por dia e fazer muitas amizades. Tudo o que a minha médica queria.

Aqui em Brasília vou passear, rever amigos, comprar (só na promoção é claro) e pescar. Tudo o que um simples mortal como eu precisa para se recuperar e retornar de vez o trabalho no Amazon Sat ao retornar para Rio Branco.     

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Greve dos bancários prejudica turismo regional


Com a greve nacional dos Bancários, um número reduzido de funcionários, cerca de 30%, foi destacado para atendimento nas agências da capital. A demora vem causando transtornos do ponto de vista da economia acreana: Os turistas que chegam de várias partes do Brasil, Peru e Bolívia (para trocar dólares) não conseguem ser atendidos nas agências dos principais bancos da capital.

Fotos: Cedidas


O atendimento mais precário acontece no Banco do Brasil, que detém a volumosa folha de pagamento do Estado e deixa vários caixas eletrônicos sem manutenção pela cidade. “Estive ontem na agência Parque da Maternidade, no centro, e fiquei esperando por cerca de 1 horas e ninguém veio nem mesmo para me dar uma informação. O problema é que o Procon não fiscaliza, nada faz em defesa do consumidor”, comentou a empresária Francisca Nascimento. Ela voltou para casa sem conseguir antecipar a restituição de seu imposto de renda.



A precariedade é maior no interior do Acre. Cidades como Epitaciolândia e Brasiléia, que sobrevivem basicamente do turismo, ficam a mercê da própria sorte. “A situação piora durante feriados e finais de semana”, comentou o autônomo Francisco de Assis, quando nenhum caixa eletrônico funciona ou possui dinheiro.

O blog tentou ouvir, sem sucesso, a direção da agência do Bando do Brasil citada na reportagem para saber sua versão dos fatos.

Enquanto isso, nossos parlamentares e o poder executivo discutem sucessão eleitoral, que só acontece pra valer mesmo em 2012.   

Sena Madureira, minha terra natal!

Fotos: Senildo Melo/todos os direitos reservados. Grato.



Nasci no Rio Caeté, pela mão de uma parteira, em Sena Madureira, no dia 7 de abril de 1977 (Dia do jornalista, mas nunca ganhei nem mesmo uma agenda de presente do meu Sinjac). Mas tudo bem, vida que segue.



Resumindo a história, estive esta semana na “princesinha do Iaco” e fiquei assustado com o que ainda precisa ser feito para que os conterrâneos de Sena tenham mais qualidade de vida. Prefeito Nilson Areal, por quem tenho muito respeito, arregace as mangas e toque o barco para frente. Para de reclamar de dívidas ou falta de recursos no orçamento. 



Trabalhe cada dia como se fosse o último de sua administração e terás sempre o meu humilde apoio. Não pelo senhor, mas porque amo minha cidade. A bandeira de Sena Madureira está no meu quarto e por ela choro e oro todos os dias. Bom trabalho ao Senhor e sua equipe. Shallon.   


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Segurança reforçada nas Eleições de 2012


Sistema de Proteção da Amazônia: Comunicação via satélite do Sipam dá suporte a operações do Exército e Justiça Eleitoral em Rondônia e Acre

 Por Vanessa Ibrahim
Assessora de Comunicação SIPAM

Foto: cedida

Sete antenas de comunicação via satélite, utilizadas pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) para viabilizar a transmissão de voz e dados (internet) de órgãos parceiros em localidades remotas na Amazônia, estão garantindo a realização de operações da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO) em Rondônia e Acre.

As antenas, denominadas VSAT (Very small aperture terminal), são transportáveis, ou seja, permitem a constante mudança de localização, e fazem parte do novo parque de telecomunicações do Sipam, que desde 2010 melhorou a qualidade e velocidade das transmissões. “Promover o acesso à comunicação na região amazônica é uma das premissas do Sipam, por isso, estamos sempre a postos para auxiliar os órgãos parceiros, seja em operações ou em suas bases fixas”, explica José Neumar da Silveira, gerente-regional do Sipam em Porto Velho.

A parceria com a Justiça Eleitoral visa efetuar o recadastramento biométrico dos eleitores da zona rural de Porto Velho, enviando digitais e documentos pela internet em localidades onde não haveria outro acesso à rede de computadores. “A operação só ocorre em modo on-line, motivo pelo qual se utilizou esse meio de comunicação, que tem se mostrado altamente eficiente”, revela Ruzevan Saraiva, coordenador de Sistemas Eleitorais do TRE.

O Tribunal tem até março de 2012 para recadastrar o eleitorado da capital, por isso, estabeleceu cronograma que abrange todos os distritos até dezembro. Nessa e nas próximas duas semanas (de 4 a 19 de outubro), a equipe estará na localidade de Rio Pardo, próxima a Buritis. De 18 a 27 de outubro será a vez da Nova Califórnia. De 29 de outubro a 12 de novembro o recadastramento irá à Extrema. De 14 a 25 de novembro acontece em Vista Alegre e, por fim, de 21 de novembro a 8 de dezembro volta mais uma vez ao Baixo Madeira para atender os distritos de Calama, Santa Catarina, Papagaios e Demarcação. O atendimento itinerante é essencial, pois quem não for recadastrado poderá ter o título cancelado e não participará das eleições municipais de 2012.

Operação Curare III

Os equipamentos do Sipam também estão sendo utilizados pela 17ª Brigada de Infantaria de Selva, que realiza desde setembro a Operação Curare III para intensificar a vigilância na faixa de fronteira dos estados de Rondônia e Acre com a Bolívia e o Peru. Junto a órgãos ambientais e de segurança, o Exército pretende reprimir os delitos na região, levar informação e atendimento médico e odontológico à população.

domingo, 9 de outubro de 2011

Visite os pontos turísticos de Rio Branco-AC

Sede do Poder Legislativo (Aleac)

Palácio Rio Branco. Sede do Poder Executivo
PARQUE CHICO MENDES DURANTE UMA GRANDE CHUVA DE AVIVAMENTO NO SÁBADO PASSADO
VISITE NOSSAA CIDADE ELA É UMA DAS CAPITAIS MAIS LINDAS DA AMAZÔNIA. PROCURE SUA AGÊNCIA DE VIAGENS E CONHEÇA TAMBÉM O INTERIOR DO ESTADO.


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Recuperação a todo vapor




fotos: Senildo Melo


Depois de passar três dias se recuperando de um esgotamento físico fui descansar na melhor pousada da região do Vale do Acre, a Ayshawa, do empresário e amigo Victor. Me sinto totalmente renovado fisicamente. Ainda tive o privilégio de pescar no seringal Cachoeira com a família, um momento de grande alegria.


Claro, isso não seria possível se 
não fosse pela ajuda que recebo da minha família: esposa, filhas, pais e irmãos (são eles que posso verdadeiramente contar nessa hora). 

Depois os médicos dos hospitais de Xapuri e Brasiléia, que me trataram muito bem durante as consultas. Porque eu creio que Deus deixou os médicos nesta terra para curar os enfermos. Até porque Jesus é o médico dos médicos. E o melhor médico nessa cidade que eu conheço chama-se Tião Viana, governador desse Estado. Ele fez uma verdadeira revolução na saúde. Tanto que a Rede Amazônica oferece plano de saúde e eu preferi fazer todo o meu tratamento no setor público. 

É bom ressaltar que esse esgotamento físico foi resultado de três atividades intensas desenvolvidas no Amazon Sat, Instituto de Mudanças Climáticas (IMC) e na Comunidade Apostólica, onde sou líder de Célula de Casais, líder da Comunicação e ainda faço parte do projeto Torre 24 horas de oração: manhã, tarde, noite e madrugada intercedendo pelo Acre. 

O que passei (apesar de alguns tolos fazerem piadinhas) nao desejo esse problema grave de saúde, provocado por uma alta carga de estresse, que todos estamos sujeitos, eu não desejo nem mesmo para o meu pior inimigo, que nem conheço.


Como ainda estou em fase de recuperação e repouso absoluto, só devo voltar ao batente dentro de mais alguns dias. Sou grato ao apoio do diretor de jornalismo do Amazon Sat pela assistência dispensada, em especial a gestora do Sat, Edilene Fernandes, pelo apoio.

Estrada da Borracha/Portal de entrada do Rei da Glória
Também agradeço  aos colegas por acessar este  blog para acompanhar as notícias de turismo e meio ambiente da região

A todos os amigos como o Badaró,  Victor Ap. Ildson, Alexandre Lima, Andrea Zílio,  João, Irinéia e professor Ely (TV Acre), Andryo e  também, é claro, meu colega Altino Machado, meus sinceros agradecimentos pelas orações e palavras de apoio. Shallon!  
Memorial de Chico Mendes. Atos proféticos. Xapuri: Cristo Reina Aqui.