domingo, 31 de outubro de 2010

Amazônia tem uma nova espécie descoberta a cada 3 dias

A rã Ranitomeya benedicta é uma das novas espécies descobertas
 
A organização ambientalista internacional WWF (World Wide Fund for Nature) lançou um relatório que faz uma extensa compilação das mais de 1.200 novas espécies de animais e vegetais descobertas na Amazônia na última década.
 
Segundo o estudo, intitulado "Amazon Alive!" uma nova espécie foi descoberta a cada três dias na região entre 1999 e 2009.
 
Os números comprovam que a Amazônia é dos lugares de maior biodiversidade da Terra: foram catalogados 637 novas plantas, 257 peixes, 216 anfíbios, 55 répteis, 39 mamíferos e 16 pássaros.
 
"O volume de descobertas de novas espécies é incrível - e isso sem incluir o grupo dos insetos, onde as descobertas também são muitas", afirma a coordenadora da WWF no Brasil Sarah Hutchison.
 
"Esse relatório mostra a incrível diversidade da vida na Amazônia e por isso precisamos de ações urgentes para que essas espécies sobrevivam."

Fonte: BBC BRASIL

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Seca no AM prejudica transporte escolar de mais de 4 mil alunos

Sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Foto: divulgação
No Amazonas, pelo menos 4 mil estudantes da zona rural estão sem aula por falta de transporte. Com a estiagem, os rios secaram e nem canoas conseguem passar.

Como a faixa de areia formada durante a vazante aumenta a cada dia na áreas com comunidades ribeirinhas próximas a Manaus, fica mais difícil caminhar até o barco.

Na comunidade São Pedro, no Rio Amazonas, alunos precisam subir um barranco com quase 15 metros de altura para chegar à escola. Os moradores construíram uma espécie de elevador para transportar as mercadorias do rio até a vila, mas as crianças precisam subir a pé.

Com a vazante recorde atingida pelo Rio Negro no último domingo (24), a situação ficou ainda mais complicada. Os barcos usados no transporte em comunidades ribeirinhas estão encalhados em praias de lama.

O transporte de mercadorias também foi prejudicado. Em afluentes do Rio Negro nem canoas conseguem navegar. Em algumas situações, o único jeito de seguir em frente é empurrando o barco.

“O meio de transporte é a canoa, barco ou rabeta. As crianças têm dificuldades nesse período porque não tem água”, diz Francimeira Maia, coordenadora das escolas de Manaus.

Das 50 escolas ribeirinhas de Manaus, metade teve as aulas suspensas na segunda semana de outubro. Lucas da Silva, de 9 anos, é uma das 4 mil crianças que estão sem aula. “Tem comunidade que nem canoa pode mais passar. Aí não dá para alguns alunos terem aula e outros não. Aí ficava difícil”, diz Sônia Monteiro, mãe de Lucas.

Fonte: Globo Amazônia

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Previsão de chuva e frio no domingo de eleição




De acordo com o meteorologista Davi Friale, uma frente fria de intensidade moderada atingirá Rio Branco no domingo (31) podendo provocar violentos temporais em alguns lugares. O dia das eleições será chuvoso e a temperatura estará abaixo de 26 graus . À noite o clima ficará entre 17 e 19 graus.

A segunda-feira vai continuar com céu encoberto e temperatura agradável, mas não há previsão de chuva.

Enrico Fermi Torquato confirma candidatura para a ABIH

Quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Candidato reuniu grande número de jornalistas, no último dia da Feira da Abav, no Rio, para apresentar seus planos para a entidade nacional. Ele garantiu que se dedicará em tempo integral a categoria, fixando inclusive residência em Brasília.


Em jantar que contou com a participação de cerca de 40 jornalistas de Turismo e Economia, de todo o país, na sexta-feira passada, durante a Abav 2010, realizada no Rio de Janeiro, o candidato à presidência da ABIH Nacional, Enico Fermi Torquato, foi enfático em seu bate-papo com a imprensa.

"Sou candidato por vários motivos. Tenho tempo para me dedicar, pois minhas empresas nas áreas de turismo e construção civil têm diretores dedicados e competentes; Fiz uma ampla preparação para o cargo, com MBAs em gestão empresarial no Brasil e no exterior. Enfim, é uma candidatura sólida, não é uma aventura. É uma proposta de lutar, realmente, pelos interesses da hotelaria nacional. E vou fazer isso me dedicando de forma integral à ABIH Nacional, é bom lembrar".

Fermi lembrou ainda que seu modelo de gestão será participativo e propositivo, com espaço para todas as ABIHs estaduais. "Nosso conselho deliberativo será formado por todas as seccionais. A entidade não pode ficar à mercê de alguns diretores para deliberar. Quero a participação de todos. Seremos uma unidade. Claro que isso vai gerar debates e discussões. Mas é esta mesmo a idéia. Debater. Sem democracia, uma entidade como a ABIH Nacional não se sustenta.

Fermi Torquato, candidato à presidência da ABIH Nacional, nasceu em Natal, tem 48 anos, é formado em Engenharia Civil e tem MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e pelo ISCTE/INDESG, de Lisboa. Recentemente, cursou Inglês para Executivos em Cicinnati (EUA), no Cincilínguas.
Mais informações sobre a candidatura com:
Luiz Henrique Miranda
11 - 3873-5488
lhmiranda@pressclub.com.br
www.pressclub.com.br

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Expositores avaliam positivamente participação na ABAV 2010

Empresas e órgãos governamentais afirmam ter desenvolvido ações de sucesso, novos contatos e perspectivas de negócios durante os três dias de evento



A participação na Feira das Américas – ABAV 2010 teve saldo positivo para muitos expositores. Além de apresentarem seus produtos e serviços ao trade, as empresas do setor tiveram a oportunidade de fazer novos contatos, firmar parcerias, fechar e alanvancar futuros negócios.

Vera Achcar, da Interamerican Travel Industry Network, empresa representante do destino St. Maarten no Brasil, na Argentina e no Chile, considerou a Feira muito proveitosa. “Nosso destino fechou negócios e deixou outros encaminhados”, disse. A Web Travel Solutions, empresa especializada em soluções de tecnologia para o setor, apresentou novos produtos e teve boa receptividade do público.

“Um grande volume de pessoas quis conhecer nossas soluções. Fechamos contratos durante a feira e desenvolvemos diversas perspectivas de negociações posteriores”, comentou Rafael Figueiredo, diretor executivo da empresa.

A rede Tauá Hotéis, mesmo que não tenha firmado contratos diretos durante o evento, tem boas expectativas. De acordo com a gerente de Relacionamento Michelly Quintão, várias parcerias começaram a ser detalhadas. “Iremos, sem dúvida, fechar negócios provenientes da feira”, concluiu.

A participação do Estado de Rondônia, por intermédio da Superintendência Estadual de Turismo, trouxe ótimos resultados. “O contato com outras entidades representativas do trade turístico contribuiu positivamente para futuras parcerias e possíveis negócios”, contou a assessora Thaís Vargas.

Para a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais, o evento também rendeu bons frutos. Segundo Daniel Marques, diretor de Promoção e Apoio à Comercialização, além do estande ter sido eleito pela revista Brasil Travel News como o mais bonito, criativo e original da feira, “os contatos e perspectivas de negócios desenvolvidos durante o evento são excelentes”.

Fortalecendo marca e atuação no mercado


Renata Hingel, analista Web Marketing da Litoral Verde Operadora de Turismo, afirma que o evento foi bom para o fortalecimento da marca e para conquistar novos clientes e parceiros. “Recebemos um grande número de visitantes interessados em conhecer mais sobre a empresa para fechar negócios.” 


A rede hoteleira Posadas também aproveitou a feira para reforçar sua atuação no mercado e apresentar novas frentes. “A participação do grupo foi positiva no sentido de promover as suas marcas e novidades. Institucionalmente, é sempre muito bom. Aproveitamos para rever clientes e realizar novos contatos com o trade”, disse Paulo Leite, gerente de Vendas Tour & Travel do grupo Posadas.

Contatos internacionais


A Feira das Américas abriu as portas, ainda, para o reforço de relacionamentos já existentes e que possam continuar rendendo frutos para os expositores. Esse é o caso do Ipanema Plaza Hotel que, além de conseguir novos contatos, dos quais espera realizações de negócios futuros, aproveitou para estreitar vínculo com clientes já parceiros. Carla Abbamonte, do departamento de Marketing dos Hotéis Transamérica, também acredita que o resultado maior foi o reforço de laços com o público. “Nossa participação foi boa no sentido de estreitar o relacionamento com o cliente”, disse.


O superintendente de Marketing e Publicidade da Bancorbrás, Jorge Alexandre Machado, afirmou que a participação da empresa na Feira das Américas foi, como sempre, uma grata surpresa. “A feira foi ótima, um sucesso de público e reuniu todos os grandes traders da área de turismo. Nosso estande foi visitado por empresas já parceiras e tivemos a oportunidade de fazer novos negócios com representantes de outros países como Equador, Colômbia, Venezuela, Peru, Dubai e Turquia. Que Venha a ABAV 2011”, disse, já garantindo uma nova participação da empresa na próxima edição.


Quem também promoveu ações bem-sucedidas durante a feira foi a Amadeus Brasil, especializada em soluções de tecnologia para a indústria do turismo. Entre apresentações de dança e degustações de prosecco e bufê diferenciado, os clientes da empresa puderam conferir vários lançamentos de produtos. “Para a Amadeus, a feira foi um sucesso”, garantiu a Marketing Manager Andrea Rufino.

Assessoria de Imprensa
Capta Comunicação & Promoções
(61) 3322-4749

ABAV 2010 cresce 12% em visitação

Quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Internacionalização será foco da comercialização para 2011



Até meio dia de 22 de outubro passaram pelo 38º Congresso Brasileiro das Agências de Viagens e Feira das Américas – ABAV 2010 23.651 pessoas, entre agentes de viagens, operadores de turismo e visitantes em geral, representando um aumento de 12% do público em relação ao ano passado.

Este ano, o evento teve 17.090 metros quadrados vendidos, 405 metros a mais que em 2009. Os 737 expositores, dos quais 62 participaram pela primeira vez da feira, exibiram atrações e tendências turísticas de 48 países. “Com o bom momento que o Rio de Janeiro vive, as perspectivas de internacionalização são ótimas”, disse o presidente da ABAV, Carlos Alberto Amorim Ferreira, o Kaká, na coletiva de encerramento.

Além de crescer, a Feira das Américas teve ainda uma série de modificações na estrutura. Uma delas foi deixar os corredores mais largos,“uma opção pensada pela ABAV e pela Reed para dar mais conforto aos visitantes e maior visibilidade aos expositores”, comentou Kaká. O tamanho dos estandes foi padronizado, uma forma de facilitar a venda antecipada dos espaços para 2011.  “Antes era mais complicado fazer a planta”, disse o presidente da ABAV, que também aprovou troca de pavilhões – o do Brasil, onde ficaram os destinos nacionais, passou a receber os visitantes, mudando de lugar com o dos expositores internacionais, que ocuparam o Pavilhão 3.

Outra novidade no evento foi a instalação de um Business Lounge, espaço no Pavilhão 3 para reuniões de negócios, medida acertada num evento no qual 90% dos visitantes estavam interessados em business. As modificações foram aprovadas pela ABAV: “foi muito bom e para o ano que vem já estou cheio de ideias", adianta Kaká.

Uma nova ferramenta facilitou a movimentação dos negócios da Feira: a instalação de uma planta interativa no site do evento registrou 6.783 visualizações de empresas e possibilitou 4.233 agendamentos para visita.

A Diretora de Feiras da Reed Exhibitions Alcântara Machado, Marly Parra, participou da coletiva ao lado de Kaká, apresentando as estratégias de marketing adotadas para o evento. A Feira das Américas agora faz parte do portfólio mundial da Reed Travel Exhibitions. “Essa inclusão desperta mais interesse dos estrangeiros para a Feira”, afirmou Kaká.

Da Assessoria de Comunicação da Abav Nacional
 (61) 3322-4749

Fenômeno natural das 'terras caídas' coloca em risco 11 municípios no AM

Quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A seca no Amazonas intensifica a ocorrência de desbarrancamentos de terra nas margens de rios, fenômeno natural conhecido na região como "terras caídas". O fenômeno coloca em risco populações de ao menos 11 municípios do Amazonas, segundo José Luiz Marmos, supervisor de gestão territorial do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), sediado em Manaus.
 
Há cerca de uma semana, um bairro inteiro no município de São Paulo de Olivença foi atingido por deslizamentos em função das "terras caídas". No dia 19, outro deslizamento deixou crianças desaparecidas em Manacapuru.

Foto: Divulgação/ CPRM

Fenômeno das 'terras caídas' atinge área em Manacapuru (AM). (Foto: Divulgação/ CPRM)

Em Manaus, no dia 17, contêineres do Porto de Chibatão caíram no Rio Negro após deslizamentos de terra que não tiveram a ver com o fenômeno das "terras caídas", na opinião do especialista.
 De acordo com Marmos, o acidente natural ocorre em função da correnteza de rios em áreas com solo arenoso e verticalizado. Por isso, o fênomeno é mais recorrente no Rio Solimões, segundo ele. "Esse tipo de acidente é mais raro no Rio Negro porque ele tem as margens mais estabilizadas", diz.

Durante pesquisa realizada em 2008 e 2009, o CPRM identificou áreas com risco de deslizamentos por conta das "terras caídas" em pelo menos 11 municípios que margeiam o Rio Solimões.

O estudo mapeou as principais zonas urbanas sujeitas a esse movimento de terra entre e Teré e Tabatinga, já na área de fronteira. "Ainda não pudemos fazer o mapeamento de todo o estado. O trabalho que temos é pontual", diz Marmos.

Ajuda
O governo federal autorizou a liberação de R$ 23 milhões para ajudar as cerca de 60 mil famílias dos 38 municípios em estado de emergência por conta da estiagem no Amazonas. Segundo portaria do Ministério da Integração Nacional, o valor deve ser liberado em até 180 dias.

Fonte: Globo Amazônia

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Emissões brasileiras de gases estufa aumentaram cerca de 60% entre 1990 e 2005, diz ministro da Ciência e Tecnologia


As emissões brasileiras de gases de efeito estufa aumentaram cerca de 60% entre 1990 e 2005, passando de 1,4 gigatoneladas para 2,192 gigatoneladas de dióxido de carbono (CO2) equivalente (medida que considera todos os gases de efeito estufa). O número foi apresentado nesta terça-feira (26) pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, durante a reunião anual do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas.

O novo inventário nacional de emissões será apresentado à Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas antes da próxima Conferência das Partes (COP), em novembro, em Cancún, no México. O balanço faz parte da Segunda Comunicação Nacional à Convenção --um relatório do que o Brasil tem feito para mitigar as causas e atenuar os impactos do aquecimento global.

O inventário anterior trazia os dados de 1990 a 1994. Para este ano, o compromisso assumido com a ONU era apresentar dados até 2000. Mas o governo brasileiro decidiu avançar e agregar números até 2005.
O desmatamento ainda é o principal vilão das emissões nacionais de gases de efeito estufa. O setor de mudança no uso da terra e florestas é responsável por 61% do total de emissões. A agricultura aparece em seguida, com 19% das emissões nacionais e o setor de energia é responsável por outros 15%.
O inventário também contabiliza emissões da indústria e do tratamento de resíduos, responsáveis por 3% e 2% do total nacional, respectivamente. 

Rezende também apresentou uma estimativa das emissões brasileiras em 2009, que não será levada à ONU. Pelos cálculos, no ano passado, o Brasil teria emitido 1,775 gigatoneladas de CO2 equivalente, 33% a menos que em 2005. A queda, segundo o ministro, se deve principalmente à redução do desmatamento na Amazônia nos últimos anos, somada à manutenção do nível de crescimento de emissões nos outros setores. 

Fonte: DA AGÊNCIA BRASIL

Poluição e clima ameaçam ecossistemas marinhos, diz ONU

Terça-feira, 26 de outubro de 2010

NAGOYA, Japão (Reuters) - Ecossistemas marinhos em todo o mundo estão correndo o risco de sofrer uma grande deterioração nas próximas décadas, pois os oceanos enfrentam crescentes ameaças da poluição, pesca predatória e mudanças climáticas, mostrou nesta terça-feira um relatório da ONU.

O relatório do Programa Ambiental da ONU, feito com base em estudos de 18 regiões, previu que a fertilidade nos oceanos vai cair em quase todas as regiões do planeta até 2050 e a indústria da pesca será dominada por espécies menores, localizadas mais na base da cadeia alimentar.

O relatório foi divulgado enquanto enviados de quase 200 países se reúnem para um encontro da ONU em Nagoya, no Japão, com o objetivo de proteger e restaurar ecossistemas como florestas, recifes de coral e oceanos, que sustentam pessoas e economias.

As temperaturas da superfície dos oceanos podem subir até 2100 se não forem tomadas providências para diminuir os impactos das mudanças climáticas, afetando recifes de coral e outros organismos marinhos, informou o relatório.

Outra ameaça é o continuo aumento de níveis de nitrogênio, que pode causar elevação na quantidade de algas e levar ao envenenamento de peixes e outros animais marinhos.

"Serviços multimilionários, inclusive a indústria da pesca, o controle climático e os que sustentam indústrias como o turismo estão sob risco se os impactos ao ambiente marinho continuarem incontrolados e sem diminuição", afirmou Achim Steiner, chefe do Programa Ambiental da ONU, em comunicado.

"Este relatório global, baseado em 18 relatórios regionais, ressalta que as ambições e ações precisam, neste momento, igualar a escala e a urgência do desafio."

Relatórios regionais esboçaram medidas que podem ser adotadas por políticos, com o estudo do Pacífico-Noroeste, que cobre China, Japão, Coreia do Sul e Rússia, pedindo maior controle da água de lastro dos navios e da quantidade de peixes.

A água de lastro dos navios pode ser prejudicial aos oceanos por transportar espécies marinhas invasivas para outras regiões, podendo causar um aumento na extinção da vida marinha nativa, informou o relatório global.

Deixe seu comentário


Seja um seguidor do blog

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Pará será sede do Congresso da Abrajet em 2011

Os jornalistas de turismo, reunidos durante o Congresso no Hotel Vila Galé, no Rio de Janeiro, escolheram o Pará como próximo destino. E Assembléia Geral elegeu o paulista Hélcio Estrela como novo presidente para o biênio 2011/2012.

Hélcio Estrela, o novo presidente da Abrajet
Apesar de a jornalistas Benigna Soares não estar presente – se fez representar por documentação enviada ao presidente – o Pará foi eleito oficialmente, em  Angra dos Reis (RJ), no dia 19 de outubro, como sede do XXIII Congresso da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet). A indicação do Estado para sediar o evento que deverá reunir em Belém, no Marajó e em Santarém, mais de 200 jornalistas especializados, ocorreu em maio deste ano em São Paulo, durante o Salão do Turismo - Roteiros Brasil e se confirmou nesta terça durante a vigésima edição do congresso que teve início no último dia 17 no resort Vila Galé Angra.

O XXII Congresso da Abrajet foi marcado também pelo clima eleitoral. O atual presidente, Cláudio Magnavita, por determinação estatutária teve que ser substituído para o próximo mandato. Por unanimidade, a Assembléia Geral da entidade elegeu o paulista Hélcio Estrela para o biênio 2011/2012, ficando Magnavita como vice-presidente, com a finalidade de dar continuidade ao trabalho desenvolvido com sucesso no Conselho Nacional do Turismo.

A região Norte também conseguiu maior participação na diretoria da Abrajet Nacional. O jornalista Paulo Roberto Pereira, presidente da Abrajet-AM, foi eleito como um dos diretores, cabendo agora ao presidente indicar qual o cargo será ocupado por ele em sua gestão. E a jornalista Benigna Soares, presidente da Abrajet-PA, ficou com o cargo de coordenadora regional Norte da entidade.

O XXIII Congresso da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet) está previsto para ser realizado no Pará na segunda quinzena de setembro do próximo ano. Já tem confirmados como parceiros a Companhia Paraense de Turismo (Paratur), a Coordenadoria Municipal de Turismo (Belemtur) e a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav). Os mais de 200 jornalistas esperados para o evento, que também terá oficinas, palestras, exposições e apresentações culturais, devem conhecer os pólos turísticos Belém, Marajó, Tapajós e outros.

Em conversa informal com a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, a diretoria da Abrajet-AM acertou a realização da segunda reunião anual do Conselho Nacional da Abrajet (formado pelos diretores eleitos e todos os presidentes estaduais) em Manaus no final do mês de junho. Por sugestão de Oreni Braga, todos os cerca de 50 jornalistas de todo o País que comparecerão à reunião do Conselho seguirão logo após para Parintins, onde acompanharão o Festival Folclórico. A previsão é realizar a reunião nos dias 22 e 23, em Manaus, e seguir no dia 24 para Parintins.

Paulo Roberto Pereira
Presidente da Abrajet-AM

Cidade Maravilhosa

Segunda-feira, 25 de outubro de 2010


Uma semana para curtir todas as belezas do litoral Fluminense ainda é pouco. Depois de trabalhar na cobertura do Congresso Nacional da Abav (enviando matérias para os jornais do Acre), a convite do presidente da entidade Raimundo Moraes, aproveitei o máximo esse tempo no Rio de Janeiro para conhecer os pontos turísticos da cidade, pegar uma praia (porque ninguém é de ferro e também porque estou de férias da TV Aldeia) e fazer novos contatos.

Essa vista “feia” aí era a que eu tinha do hotel onde estava hospedado, a 50 metros da praia da Barra da Tijuca, só atravessar a avenida. Olhando assim é fácil entender porque, apesar dos problemas com a segurança, o carioca possui a melhor qualidade de vida do Brasil. Como diria Vinícius de Morais: “A esse Rio de Janeiro...”.


domingo, 24 de outubro de 2010

Jornalistas elegem Royalty Barra Hotel como o pior em atendimento


 
Profissionais de imprensa de todo o Brasil, que estiveram no Rio de Janeiro de 21 a 23 de outubro durante a cobertura do Congresso Nacional da Abav, elegeram o Royalty Barra Hotel (na Barra da Tijuca) como o pior atendimento entre todos os hotéis quatro estrelas da Capital Fluminense.

Nem a diária simples custando cerca de R$ 650 foi capaz de garantir um atendimento adequado aos jornalistas, que deixaram o hotel no sábado (23) bastante desapontados. 

A Jornalista Soraia Carvalho, assessora de imprensa da Abav do Amapá, disse que teve dificuldades para enviar suas reportagens devido a problemas com a internet.

- É um absurdo. Não temos internet livre no quarto e em nenhuma parte do hotel. Qualquer pousada na Amazônia oferece internet livre em todos os ambientes -, comentou. 

Ela se refiria ao fato da direção do hotel cobrar R$ 20 a diária da internet. O fato irritou a maioria dos profissionais de imprensa que estavam ali só para realizar a cobertura do Congresso. Isso sem falar no péssimo atendimento. 
De acordo com as jornalistas credenciadas pela Abav para auxiliar os repórteres do Trade, um relatório minucioso será encaminhado à presidência da entidade para que os incidentes registrados esse ano não se repitam em 2011.   

sábado, 23 de outubro de 2010

Prefeitura do Rio promove City Tour para jornalistas

Rio de Janeiro, 23 de outubro de 2010
Foto: Nairson Socoro/Jornalista Abav-Sergipe


Com objetivo de divulgar os pontos turísticos da Cidade Maravilhosa, a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro patrocinou um City Tour (de Jeep) para os jornalistas de turismo de todo o país que trabalharam na cobertura do 38º Congresso da Abav de 20 a 23 de outubro no Riocentro.

Durante todo o dia, os profissionais de imprensa puderam conhecer e desfrutar dos principais pontos turísticos da capital Fluminense. O roteiro turístico passou pelos bairros nobres da zona sul como Leblon, Ipanema e Copacabana. Além de cartões postais como a Lagoa Rodrigo de Freitas, Pedra da Gávea e jardim Botânico.
 
No Parque Nacional da Catacumba, que de favela nos anos 50 se tornou um parque ambiental, foi possível fazer a prática do turismo de aventura. Aproveitei para me arriscar no arvorismo e na tirolesa. A sensação de liberdade é incrível. O carioca tem uma boa qualidade de vida favorecido pela geografia da região e a prática de exercícios físicos. Por aqui é comum encontrar senhores de 60 e 70 anos jogando vôlei na praia ou pegando uma onda.    
O passeio continuou com a subida da Floresta da Tijuca, Cachoeira dos Macacos e Vista Chinesa, um dos lugares mais privilegiados para fotografar do alto o Rio de Janeiro. Experiências marcantes do ponto de vista turístico e cultural. Digno de registro no meu diário de aventura.

Deixe um comentário!

Seja um seguidor do blog

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Abav 2010: Governo do Acre firma acordo de cooperação com o Mato Grosso para a consolidação da rota Amazônia-Andes-Pacífico

Evento contou com a presença do secretário de Turismo do Acre, Cassiano Marques, da secretária de Turismo do Mato Grosso, Vanice Marques, do presidente da Abav, Raimundo Morais, além do Ministro do Turismo, Luiz Barreto
 Um protocolo de cooperação entre o Estado do Acre, por meio da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer (Setul), e o Estado do Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur) foi assinado nesta quinta-feira (21) durante reunião do Fórum de Secretários e Dirigentes de Turismo (Fornatur) para a consolidação da rota do Amazônia-Andes Pacífico com voo regular entre Rio Branco-Lima-Cuzco.

O evento foi realizado durante o Congresso Nacional da Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav), no Rio Centro, Centro de Convenções do Rio de Janeiro, e contou com a presença de todos os secretários de turismo dos Estados, inclusive do secretário de Turismo do Acre, Cassiano Marques, e a secretária de Turismo do Mato Grosso, Vanice Marques, o presidente da Abav, Raimundo Morais, e do Ministro do Turismo, Luiz Barreto.

Na prática o documento autoriza os governos do Acre, Rondônia, Amazonas e Mato Grosso a desenvolverem ações efetivas para a promoção do turismo internacional entre Brasil e Peru, por meio da nova rota Pantanal-Amazônia-Andes-Pacífico.

O secretário Cassiano Marques destacou também a conexão regular terrestre entre Lima – Cusco – Rio Branco – Cuiabá – São Paulo, que passa pela conclusão da Estrada do Pacífico, prevista para ser inaugurada na primeira quinzena de dezembro de 2010.

O fortalecimento dessa rota internacional foi possível graças ao protocolo assinado em 13 de abril de 2008, como produto turístico integrado entre os dois países, e o esforço de desenvolvimento e promoção de roteiros integrados na Amazônia por autoridades públicas e representantes do trade turístico nacional.

O ato vai promover a partir de agora um aumento na oferta de pacotes turísticos pelas operadoras e agencias de viagens. Além de abrir novas oportunidades para o turismo de lazer e de negócios contribuindo para o desenvolvimento do Acre.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

“Financiar o Turismo é um avanço”, diz Sardenberg

Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2010

O jornalista Carlos Sardenberg (foto) deu uma aula de economia aos profissionais participantes do 38º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens e Feira das Américas - ABAV 2010, que segue até esta sexta-feira, dia 22 de outubro, no Riocentro.

Convidado pelo Grupo Fitta para ministrar a plenária do dia, Sardenberg, comentarista econômico da TV Globo e âncora da rádio CBN, discursou sobre o atual cenário econômico nacional e internacional, as tendências macroeconômicas e o momento favorável do Brasil.

“A estabilização da economia permitiu, entre outras coisas, a volta do crédito. O volume do crédito disparou, os prazos foram dilatados e cresceu o número de pessoas qualificadas para tomar dinheiro emprestado. E as classes populares, com os novos nomes de classes C e D, entraram alegremente no mundo do crédito, da antecipação do consumo”, relatou o jornalista.

Sardenberg, com conhecimento de causa, disse ainda que, apesar do volume de créditos ter dobrado nos últimos seis anos, a inadimplência caiu, o que mostra que as pessoas sabem cuidar de seu dinheiro, sabem comprar.

“Alguns dizem que as pessoas só devem tomar crédito para comprar algo necessário. Mas como definir o que o cidadão precisa ou não. Uma tevê de tela plana, que pode parecer supérflua, é necessária para as classes C e D porque mantém a família reunida de noite. Da mesma forma, acontece com o turismo. Financiar o turismo é um avanço.”

Carlos Alberto Amorim Ferreira, o Kaká, presidente da ABAV Nacional, concorda.

“O turismo proporciona momentos de descontração, de prazer, de união em família. É uma atividade que deve ser vista como um investimento”, finalizou.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Acre marca presença no 38º Congresso da Abav



 
Com um estande que visa à promoção e a divulgação do turismo regional, o Governo do Acre mais uma vez marca presença na 38º edição do Congresso da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV) e Feira das Américas 2010. O evento é realizado de 20 a 22 de outubro no Rio de Janeiro. A abertura do congresso, no Riocentro, contou com a presença do presidente nacional da Abav, Carlos Alberto Amorim, Ministro do Turismo Luiz Barreto, prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e do governador Sérgio Cabral.

Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2010, 30 milhões de brasileiros passaram a ocupar a classe média na pirâmide econômica. Para o Ministro do Turismo esse dado reflete o momento favorável que o Brasil atravessa.

“O reflexo disso é um aumento na demanda por passagens aéreas e cada vez mais pessoas têm acesso as companhias aéreas e aos destinos turísticos”, disse Luiz Barreto, que anunciou ainda um crescimento médio de 7% do PIB do Brasil e 12% para o setor de turismo. 

Para o presidente da Abav, a falta de investimento por parte das empresas aéreas é o maior gargalo para a promoção do turismo interno. Segundo Carlos Alberto Amorim a alternativa é investir nos agentes de viagens como forma de garantir ao turista a excelência no atendimento.
  
O secretário de Esporte Turismo e Lazer (Setul), Cassiano Marques, e o presidente da Abav, Raimundo Morais, trabalham na promoção do turismo regional. Durante os três dias de congresso eles participarão de reuniões específicas para a divulgação da nova rota aérea Rio Branco-Cuzco-Lima, com voos regulares pela empresa Star Peru.

Mais de 800 expositores do Brasil e do mundo participam da feira, que é o maior encontro de turismo da América Latina devendo reunir 24 mil visitantes nos 34 mil metros quadrados.      

Estado terá três voos da GOL e dois da TRIP até dezembro

Durante a abertura do 38º Congresso da ABAV de 20 a 22 de outubro no Rio de Janeiro foi anunciado que o Acre terá três voos regulares da GOL Linhas Aéreas, sendo dois para Cruzeiro do Sul e outros dois voos da TRIP Linhas Aéreas com a rota Rio Branco-Porto Velho-Minas Gerais até o mês de dezembro.
O anunciou oficial foi feito pelo gerente regional da GOL, Ênio Quadros, e pelo gerente regional da TRIP, Lucas Frade ao secretário de Turismo do Acre, Cassiano Marques, e ao presidente da ABAV, Raimundo Morais. 
 Para Raimundo Morais, os novos vôos vão atender a uma demanda antiga dos turistas acreanos. 
 “Durante o final do ano, com a alta temporada, aumenta muito a procura por passagens aéreas. Com esses novos voos os turistas da região terão novas e boas opções para curtirem suas férias”, disse Morais.

Livro reúne cerca de 80 fotografias aéreas de geoglifos do Acre

Quarta-feira, 20 de outubro de 2010
 
Indisponivel/Indisponivel

Obra também avalia potencial turístico de roteiros aéreos para conhecer os geoglifos. (Foto: Edison Caetano/ Divulgação)

Após sobrevoar áreas em todo o Acre e captar centenas de imagens, quatro fotógrafos montaram um livro que mostra parte dos geoglifos encontrados no estado. Lançado recentemente, o livro "Geoglifos: Paisagens da Amazônia Ocidental" reúne cerca de 80 fotografias de intervenções na vegetação, feitas por populações que habitavam a região antigamente.

O livro faz parte de um projeto que estuda geoglifos no Acre há 5 anos, segundo o arqueólogo Alceu Ranzi, que ajudou a organizar a obra ao lado das pesquisadoras Denise Schaan e Antônia Damasceno. As fotos foram registradas por Diego Gurgel, Sergio Vale, Edison Caetano e Maurício de Paiva.

Foto: Edison Caetano/ Divulgação

Segundo arqueóloga, locais serviam como centros cerimoniais. (Foto: Edison Caetano/ Divulgação)

Ranzi acompanhou a maior parte dos voos feitos para a captação das fotografias. "Não é difícil identificar um geoglifo do alto. Hoje, já temos uma boa ideia sobre onde eles estão e quantos são, mas o trabalho continua. Encontramos uma espécie de 'eldorado' pra ciência", diz o arqueólogo.
Segundo Ranzi, hoje há cerca de 300 geoglifos conhecidos no Acre. "Uma das conclusões da arqueóloga Denise Schaan no livro é de que eles representariam centros cerimoniais.

"Pelos formatos geométricos e também porque existe pouquíssima cerâmica no interior deles, que quase sempre ocorrem em regiões altas, planas e perto de nascentes de água", diz Ranzi.

 Fonte: Globo Amazônia

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Rio de Janeiro

Terça-feira, 19 de outurbo de 2010


Foto: Divulgação

De férias da TV Aldeia embarquei nesta terça-feira (19) para a Cidade Maravilhosa a convite do presidente da Associação Brasileira de Agência de Viagens, Raimundo Moraes, para realizar cobertura jornalística no período de 20 a 24 deste mês no Congresso da ABAV 2010 e Feira das Américas, no Rio Centro, Rio de Janeiro. O evento é a maior feira do turismo mundial realizado anualmente no Brasil.

O Congresso da ABAV é uma oportunidade incrível para as operadoras de turismo de todo o país divulgarem o mapa dos destinos turísticos do Brasil e da América Latina. O Acre será representado no evento por meio da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer (Setul). Um estande com as principais rotas turísticas do Estado, inclusive a nova rota do Pacífico, ficará a disposição do público durante toda a feira que movimenta milhões em negócios.

A cobertura do evento é possível graças à parceria da ABAV com a Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/AC) cuja à presidente da entidade no Acre é a jornalista Adréa Zílio.
   

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Ventos de até 100 km/h devem atingir Rio Branco, diz meteorologista

Segunda-feira, 18 de outubro de 2010


De acordo com previsão do cientista ambiental, Davi Friale (foto),  ventos com intensidade de até 100 km/h devem atingir a capital do Acre e municípios próximos nesta segunda-feira (18). 

O fenômeno chamado de frente subtropical é formado devido ao choque de massas de ar quente com ar frio. “Existe inclusive a possibilidade de ocorrer queda de granizo em algumas regiões, principalmente no Vale do Acre”, alertou Friale.    

 Deixe seu comentário sobre a reportagem

sábado, 16 de outubro de 2010

Tudo pronto para a ABAV 2010



Nos dias 20, 21 e 22 de outubro, profissionais do setor de turismo levarão para o Riocentro, no Rio de Janeiro, as tendências do setor para o ano de 2011. É o 38ª edição do Congresso Brasileiro de Agências de Viagens – ABAV 2010 e Feira das Américas, o maior evento do setor do continente americano, que deverá atrair 24 mil visitantes. Somente a exposição ocupará  35 mil metros quadrados, reunindo 800 empresas e órgãos governamentais expositores.

A expectativa é que a ABAV 2010 movimente cerca de R$ 26 milhões na economia do Rio, entre gastos dos congressistas com hospedagem, alimentação, compras e entretenimento. A média de ocupação hoteleira durante o evento, que vai de 20 a 22 de outubro, é de 80%, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH/RJ).
A abertura oficial será dia 20, às 10h, no Pavilhão 5, com pronunciamento do presidente da ABAV Nacional, Carlos Alberto Amorim Ferreira. Além do ministro do turismo Luiz Barreto, do governador e do prefeito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral e Eduardo Paes, está sendo aguardada a presença do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, entre outras autoridades convidadas.

“Este é um grande momento para o mercado. Muitas oportunidades sugem para o empresariado durante esse encontro, além de conseguirmos reunir todos os segmentos do mercado em discussões sobre as necessidades de cada área. Ao final, teremos nas mãos um documento com o diagnóstico do setor que servirá para orientar nossas ações”, afirma Carlos Alberto Ferreira, presidente da ABAV. 
As atividades da ABAV 2010 começam diariamente às 9h30, com a parte técnica do congresso, com as salas temáticas e as plenárias a partir de 12h. Às 13h, começa a exposição.
Seminários: nova formatação
Uma reformulação na parte técnica dará mais conteúdo e dinamismo ao Congresso, cujo tema central é Agente & Cliente: a Melhor Relação. Nesta edição, os seminários das salas temáticas acontecerão simultaneamente nos dias 21 e 22, das 9h30 às 12h, antes da realização das sessões plenárias, que seguem das 12h às 14h. Não haverá, como nos anos anteriores, pré-inscrições. As vagas serão limitadas e preenchidas por ordem de chegada.

Segundo Ferreira, a reestruturação teve como objetivo agregar mais conhecimento técnico ao agente. “A ABAV, ao longo dos últimos anos, vem se antecipando aos novos desenhos do mercado, que logicamente trouxeram desafios desconhecidos ainda para o agente de viagens. O nosso evento tem acompanhado esse processo e, já há algum tempo, estamos dando maior peso à parte científica, que acaba ficando limitada aos horários da exposição”, explica o dirigente.

Nas salas, serão realizadas nove Rodadas de Oportunidades simultâneas, durante os dois dias, em formato de debate para estimular a interatividade. Os agentes terão a oportunidade de estar frente a frente com empresários de destaque de vários segmentos da cadeia produtiva do turismo para discutir cruzeiro marítimos, operação, receptivo, seguro e assistência, turismo rodoviário, locação de veículo, turismo corporativo, além de temas relacionados à tecnologia e marketing voltado para as classes C e D.

Sardenberg é uma das atrações das plenárias
Em seguida, serão realizadas as sessões plenárias, no auditório principal do Pavilhão 5. O jornalista e comentarista econômico Carlos Alberto Sardenberg comandará a palestra do dia 21 com o tema central do evento. Sardenberg é âncora do programa CBN Brasil, da Rádio CBN, e comentarista no Jornal das Dez, da Globonews, e no Jornal da Globo, da TV Globo, além de colunista do O Estado de S.Paulo e do O Globo. 
A palestra de encerramento, no dia 22, será comandada pelo PROAGÊNCIA II. O palestrante e ator André Tadeu, por meio de personagens divertidos do cotidiano do agente de viagens, falará sobre o tema Reinventando as Agências de Viagens. Em formato de training show, onde o foco central é desenvolvido por meio de um show teatral, André mostrará o que pensa, quer e precisa o empreendedor do Agenciamento de Viagem diante da atual conjuntura do mercado.

Feira das Américas – o mundo no Riocentro
A Feira das Américas reunirá operadoras de turismo, companhias marítimas e aéreas, hotéis e resorts, seguradoras, editoras especializadas,  destinos nacionais e internacionais, órgãos governamentais e entidades empresariais do setor. Dividida em três pavilhões, será palco de muitas novidades. Os expositores prepararam lançamentos, degustações, sorteios, apresentações artísticas e outras atrações.
Serão aproximadamente 300 estandes, reunindo 800 expositores. A participação de países em relação à edição anterior aumentou significativamente. Neste ano, são 50 contra 42 do ano passado, somando, até o momento, 26 delegações estrangeiras, com previsão de aumento até o início do evento.
Rio de Janeiro
Ana Stern
anastern@captaconsult.com.br
21 9995-6830 / 3286-4112